O deus do trovão: um super-herói Shell


O Poderoso Thor
foi um dos cinco Super-heróis Shell lançados em 1967 pela Ebal, e foi o único que estreou sozinho numa revista chamada de Álbum Gigante (acima o número promocional). Os outros quatro foram Capitão América e Homem de Ferro, que dividiam suas aventuras na revista O Capitão Z, e O Incrível Hulk e Príncipe Submarino, que chegaram na revista Superxis
Mas Thor tinha algo de nobre. Afinal, é um Deus vindo de Asgard. E era desenhado pelo fabuloso Jack Kirby.

O texto de apresentação do personagem foi publicado tanto na edição promocional, número 0, quanto no primeiro número da revista, lançado pela Ebal em outubro de 1967, e começava assim:

Quando as nuvens tempestuosas se fizerem ouvir através de estrondosos trovões, prestem atenção! Quando raios riscarem os céus, com seu rastro luminoso, observem cuidadosamente! O senhor desses elementos pode estar por perto, com seu magnífico martelo Uru, pronto a servir à causa do Bem! Saúdem o Príncipe dos Raios, deus do Trovão… o Poderoso Thor! Ele é filho de Odin e habita em Asgard, moradia dos deuses nórdicos, e, para lá chegar, tem que passar pela imponente Ponte do Arco-Íris!

Os Super-heróis Shell foram lançados no Brasil como parte de uma supercampanha publicitária patrocinada pela multinacional de petróleo, que consistia na distribuição das revistas promocionais (todas numeradas de ‘zero’) nos postos Shell. A campanha fez um enorme sucesso na época, e colocou os cinco personagens da Marvel “na onda” (como dizia a gíria da época), ajudando a promover também os desenhos animados de Thor, Capitão América, Homem de Ferro, Hulk e Namor na televisão.
 
Essas animações são um caso à parte. Totalmente baseadas nos quadrinhos, elas eram quase sem movimentos, praticamente uma sequência de desenhos que pareciam ter sido retirados das revistas. O que dava um ar tosco, mas que se tornou cult justamente por manter o mesmo traço dos grandes desenhistas que ilustravam os heróis.

Os desenhos animados também tinham uma peculiaridade divertida: a abertura de cada série apresentava o super-herói com sua música exclusiva, que era uma espécie de hino heróico. As músicas desses “hinos” foram compostas por Jack Urbont e a versão da letra foi adaptada para o português por Abdon Torres, que foi diretor da Globo e integrou a primeira equipe da emissora, responsável pela sua implantação.

Essas músicas também ficaram famosas e suas letras foram publicadas nas primeiras edições das revistas da Ebal. A do Thor era assim:

Onde o arco-íris é ponte,
Onde vivem os imortais,
Do trovão é deus guarda-mor
O barra-limpa,
O grande Thor

Sobre a capa da edição número 0 de Álbum Gigante, com a estréia de Thor, há uma curiosidade muito interessante. O desenho que ilustra essa capa nunca foi publicado numa história do Thor! Aliás, nem o personagem que você vê é o Deus do Trovão! Na verdade, aquele é o Demolidor disfarçado de Thor! Parece maluquice, mas não é. A história se chama “Em luta com o Deus do Trovão”, foi desenhada pelo genial Gene Colan com arte-final de J. Tartaglione, e foi publicada no Brasil na página 7 da revista O Demolidor #29, de agosto/setembro de 1971.

E tem mais um detalhe importante nesse desenho: como Thor é destro, o Demolidor se esqueceu de segurar o martelo Mjölnir com a mão direita, confusão corrigida logo na página seguinte. Pois é… quem diria: o Demolidor foi o super-herói que inaugurou a revista do Thor no Brasil. Coisas da Ebal.

Nos Estados Unidos, Thor estreou em agosto de 1962 na revista Journey into Mystery #83 (acima) e a capa foi desenhada por Jack Kirby e Joe Sinnott.

Anúncios

A mitologia de Alex Ross


Quem gosta de quadrinhos, dos personagens da DC e, claro, de Alex Ross, não pode deixar de ter o livro importado Mythology – The DC Comics Art of Alex Ross. Até para quem gosta da arte de desenhar este é um livro altamente recomendado. Visualmente exuberante, suas 320 páginas coloridas trazem reproduções de centenas de pinturas, rafes e leiautes do grande artista, fotografados por Geoff Spear, com direção de arte e textos de Chip Kidd. Há também um texto de introdução do diretor de cinema M.Night Shyamalan (de O Sexto Sentido), onde ele conta como trabalho de Ross o ajudou no filme Corpo Fechado (Unbreakable). Uma das versões do livro (a que recomendo) é limitada e vem com uma capa dura tripla que se desdobra num grande painel com uma pintura do mestre (clique na imagem abaixo para ver mais detalhes, ou aqui para ver outra imagem).

A influência dos quadrinhos na infância do desenhista pode ser conferida no início do livro, onde são publicados alguns desenhos que ele fez com 3, 7, 10 e 12 anos de idade. Além disso há uma pequena biografia e, em seguida, capítulos com os principais personagens da DC: Superman, Batman, Mulher-Maravilha (Wonder Woman), Capitão Marvel/Shazam!, Sociedade da Justiça, Liga da Justiça e todos os seus integrantes, além de alguns personagens de Hanna-Barbera (empresa pertencente à Warner, tal qual a DC), além de diversos trabalhos do autor.

Há também um capítulo onde é mostrado o passo-a-passo do processo de trabalho de Alex Ross, incluindo a criação de uma história em quadrinhos inédita de oito páginas, que também está publicada. Ou seja, se você quer ter uma visão completa do trabalho magnífico de Alex Ross, este livro é fundamental.

Para adquirir o livro Mythology – The DC Comics Art of Alex Ross você pode visitar o site da Amazon e ver se ele ainda está disponível, nem que seja usado. Vale a pena!

• • • •
Os desenhos publicados aqui foram digitalizados do livro, como a imagem do alto, que abre esta postagem. Ela é uma recriação que Alex Ross fez para a revista Wizard nº 89 (de janeiro de 1999) da famosa capa da edição especial Superman vs. The Amazing Spider-Man, publicada originalmente em 1976.

O desenho acima, do Adam Strange, é uma recriação para a capa da revista DC Comics Presents Mystery in Space #1 (de 2005) a partir da capa original de Carmine Infantino e Murphy Anderson para a revista Mystery in Space #82 (de março de 1963).

O desenho do Batman (acima) foi feito para o álbum especial Guerra ao Crime (War on Crime), enquanto o do Super-Homem, voando sobre o Rio de Janeiro, foi feito para outro álbum especial, Paz na Terra (Peace on Earth). Já o do Capitão Marvel (mais abaixo) foi extraído do álbum Shazam! O Poder da Esperança (Power of Hope), todos lançados no Brasil pela Editora Abril.


Abaixo, o Lanterna Verde que aparece no álbum Liberdade e Justiça (Liberty and Justice), publicado pela Panini no Brasil.

Saiba mais sobre o primeiro crossover Marvel/DC lendo o texto A batalha do século passado.

Para ler mais sobre Alex Ross, clique aqui. Para ver mais alguns de seus desenhos, clique aqui.

O Poderoso Thor, a honra e o amor


Um dos personagens mais marcantes criados pela trinca Jack Kirby, Stan Lee e seu irmão Larry Lieber, foi, em verdade, uma adaptação da lenda nórdica do deus do trovão para os quadrinhos. Thor, filho do todo poderoso Odin, tinha uma “identidade” terrestre em sua versão inicial da Marvel, com as características clássicas de um super-herói. O personagem estreou em 1962 na revista Journey Into Mystery, número 83 (abaixo).

Depois, o lendário Stan Lee, priorizou aventuras épicas mais condizentes a um altivo deus nórdico, deixando de lado, aos poucos, seu alter ego terrestre. E esta foi uma das fases mais empolgantes do personagem da Marvel, publicada no Brasil na revista A Maior, da Editora Brasil-América (Ebal) no início da década de 70. Na imagem acima aparecem o bravo guerreiro Balder, grande amigo de Thor, e a deusa Sif, num papel de parede que fiz sobre o desenho de abertura da aventura Batalha na Terra, publicada no número 8 dessa revista, lançada em janeiro de 1971. Os heróis enfrentam a grande ameaça dos Encantadores que ousaram atacar Asgard e a Terra (Midgard) .

O fator mais emblemático dessa série de aventuras produzidas por Stan Lee, Jack Kirby e Vince Colletta, trata da honra e do amor através do soberbo triângulo amoroso entre o deus do trovão, sua amada Sif e Balder. A lealdade de Balder ao grande amigo Thor não permitia que ele se declarasse à bela Sif, paixão do filho de Odin. A certa altura, nessa história, Balder suspira ao abraçar Sif, tentando acalmá-la e pensa: “Desperta em mim um sentimento que não ouso possuir… pois Thor é mais que um irmão para mim!”.

Para fazer o download do wallpaper acima, basta clicar nele. Para baixar todos os papéis de parede do Thor publicados neste blog, clique aqui. Para ler mais sobre o Thor na Wikipedia, clique aqui.

Fotos do filme O Incrível Homem Aranha


Compartilho com os leitores deste blog quatro novas fotos do filme O Espetacular Homem Aranha (The Amazing Spider-Man), produção que reinicia, no cinema, a saga de um dos personagens mais populares da Marvel. Dirigido por Marc Webb (de (500) Dias com Ela) e estrelado por Andrew Garfield (de A Rede Social), o filme conta ainda com Emma Stone, no papel de Gwen Stacy, namorada de Peter Parker. Finalmente um erro clamoroso cometido na primeira trilogia cinematográfica do cabeça de teia poderá ser corrigido.

Andrew Garfield como Peter Parker. Foto de Jaimie Trueblood.

O novo filme do Homem Aranha conta ainda com uma dupla de peso: Martin Sheen, interpretando Ben, o tio de Peter, e Sally Field, sua adorável Tia May (os dois aparecem na foto abaixo, ao lado de Andrew Garfield).

Hoje em dia Martin Sheen talvez seja mais lembrado como o pai do polêmico Charlie Sheen, o astro demitido de Two And a Alf Man. Mas ele atuou ao lado de grandes diretores como Francis Ford Coppola (Apocalypse Now) e Martin Scorsese (Os Infiltrados). A eterna Noviça Voadora também não fica atrás e atuou em grandes filmes. Quem não se lembra da mãe de Forrest Gump ou da ativista Norma Rae?

Para finalizar, uma foto do casal romântico Peter & Gwen. O amor é lindo e pode curar feridas. 🙂
Todas as imagens podem ser ampliadas em ótima resolução. Basta clicar nelas.
© 2011 Columbia Pictures Industries, Inc.  All Rights Reserved.

Thor, Capitão América e Homem de Ferro: Os Vingadores


Quem poderia imaginar que um dia esses dois personagens aí de cima estariam dividindo a tela de cinema numa superprodução que reúne ainda o Homem de Ferro, Hulk, Hawkeye, Viúva-Negra e outros super-heróis da Marvel? Enfim… o dia está chegando. 27 de abril estréia no Brasil o filme Os Vingadores (The Avengers) e então os fãs poderão conferir se valeu a pena esperar tanto tempo. Sim, porque criar um roteiro bem amarrado para filme de ação com tantas estrelas dos quadrinhos juntas não deve ter sido tão simples. Como equilibrar a presença de todos eles em duas horas de filme e manter, digamos, uma certa coerência na história sem deixar tantos furos?

Para aumentar a desconfiança, o diretor Joss Whedon é um estreante nos cinemas. Até realizar o filme Os Vingadores ele só havia dirigido séries de tv. Vamos, então, aguardar o dia da estréia. Quem sabe, os fãs terão uma grata surpresa. Por enquanto, vamos curtindo algumas das fotos liberadas para divulgação. Na foto do alto, com Chris Hemsworth (Thor) e Chris Evans (Capitão América), foi clicada por Zade Rosenthal. E acima, claro, o Homem de Ferro voa para o sucesso.

Na foto de cima vemos Loki em ótima caracterização criada por Tom Hiddleston e, abaixo, um bate papo descontraído nos bastidores entre Robert Downey Jr., Joss Whedon, Chris Hemsworth e Chris Evans. As duas fotos também são de Zade Rosenthal. Para ver mais fotos de Os Vingadores, CLIQUE AQUI. E não deixe de ver e baixar AQUI um lindo desenho que a Marvel divulgou com todos os Vingadores juntos.

Todas as imagens podem ser ampliadas em ótima resolução. Basta clicar nelas.
© 2011 MVLFFLLC. TM & © 2011 Marvel. All Rights Reserved.

Easy Ghost Rider


Já que as assessorias de imprensa das multinacionais de cinema que têm escritórios no Brasil não divulgam por aqui, com tanta antecedência, as imagens das produções que estão sendo finalizadas, nós, pobres tupiniquins, temos que recorrer aos sites dos Estados Unidos para conseguir o mesmo material fotográfico que já poderia ter sido liberado no Brasil. Estas duas fotos (em alta resolução) são do novo filme do Motoqueiro Fantasma. Nicolas Cage (abaixo, na foto de Jasin Boland) retorna ao desditoso personagem.

Fotos: © 2010 Columbia Pictures Industries, Inc. All rights reserved. 2011 Columbia Pictures Industries, Inc. All rights reserved.

Não posso publicar estas fotos de Thor


Quando uma superprodução vai ser lançada no Brasil, ela chega cercada de cuidados extremos. Como foi o caso do ótimo Thor, de Kenneth Branagh. Desde a cabine, com várias restrições, até a distribuição de imagens. Há uma exigência neurótica de que certas fotos só devem ser publicadas em veículos impressos e outras podem ser publicadas em sites na internet. É assim mesmo! Eles distribuem as imagens em pacotes diferenciados exigindo que certas fotos não sejam publicadas na internet!!! Como esta foto aí de cima, que abre este texto, ou esta foto logo abaixo, ambas do ator Chris Hemsworth caracterizado como Thor. E eu fico me perguntando o porquê disso? Por que será que um site de um jornalista não pode publicar essas duas fotos? O que poderia acontecer ao filme Thor (ou qualquer outro megalançamento de uma multinacional do cinema) se nós, da internet brasileira, divulgarmos algum material que tem “restrições” para a internet? Não é para isso que eles distribuem imagens? Para que seus filmes possam ser divulgados?

Mas, o pior de tudo é que parece que essa regra não vale para os sites dos Estados Unidos, pois essas duas fotos podem ser facilmente encontradas na internet daquele país. A primeira pode ser encontrada neste site aqui e a segunda, aqui. E então? Como ficamos? Por que sites nos Estados Unidos podem publicar essas duas fotos e sites no Brasil recebem uma advertência informando que elas não podem ser publicá-las? O que essas fotos têm de tão exclusivo que só os veículos impressos podem publicá-las no Brasil? Vamos ver agora se teremos essas respostas. As fotos estão publicadas aqui e eu estou desobedecendo uma orientação da distribuidora. Vamos ver o que acontece em seguida…

PS: O mais engraçado é que, muitas vezes, alguém se atrapalha e coloca a mesma foto nos dois pacotes – no exclusivo para veículos impressos e no pacote de imagens que podem ser publicadas na internet.
😉
Photo Credit: Zade Rosenthal. TM & ©2010 Marvel ©2010 MVLFFLLC. All Rights Reserved.

Minha Deusa!


Sério! Nem quero saber que no filme Thor, de Kenneth Branagh, que estréia no Brasil na próxima semana, há um time de atores ótimos como Anthony Hopkins, Natalie Portman, Rene Russo, Stellan Skarsgård e outros! O que eu quero saber é… quem é essa deusa que interpreta Lady Sif! Quem é Jaimie Alexander? Até ser escalada para fazer o papel da deusa Sif, a bela Alexander não tinha nem um filme importante em seu currículo e só apareceu em poucos papéis secundários na tv. Ela fez até uma ponta não creditada em Amor e Outras Drogas, o que, nesse caso, é um ponto positivo.

No cartaz, abaixo, a foto da moça como Sif, a deusa da guerra! Veja que olhar fulminante! Caramba… se esta é a deusa da guerra, como será a deusa do amor?  😉

Como todos devem saber, o filme Thor é baseado no personagem da Marvel Comics e não apenas na lenda nórdica, na qual se basearam Stan Lee e Jack Kirby (e o irmão de Stan, Larry Lieber) para dar forma ao bravo guerreiro. Lady Sif é uma importante personagem da fase em que Kirby e Vince Colletta eram os desenhistas da revista O Poderoso Thor, no final da década de 1960, como mostra este desenho do trio Thor, Lady Sif e Balder.

As duas imagens que ilustram esta postagem podem ser ampliadas em ótima resolução.
Para ler mais sobre Thor, o filme, clique aqui. Para ver mais imagens de Thor, clique aqui.
Crédito da foto do alto: Zade Rosenthal
TM & ©2010 Marvel ©2010 MVLFFLLC. All Rights Reserved.

O Surfista Prateado de Moebius


E lá se vão 23 anos! Em 1988 a Marvel lançou uma pequena obra-prima dos quadrinhos: com texto de Stan Lee e desenhos do mestre Jean Giraud, conhecido também como Moebius, surge a graphic novel Silver Surfer: Parable, que chegou ao Brasil em maio do ano seguinte pela Editora Abril. Ao contrário da capa americana, a edição especial brasileira não teve o título Parábola em destaque na capa. A revista saiu apenas com o nome do personagem: Surfista Prateado. Era o número 11 da série Graphic Novel.  Quando Lee teve a idéia de convidar Moebius para desenhar uma história para a Marvel ele sabia exatamente o que esperar de seu traço limpo e qual personagem dar ao grande desenhista da Metal Hurlant. Esqueça as explosões e onomatopéias fantásticas comuns ao Universo Marvel. Moebius coloca seu estilo sofisticado a serviço de um personagem contemplativo, perfeito para seu desenho e a beleza de seu trabalho honrou a criação de Jack Kirby. Os dois desenhos publicados nesta postagem são detalhes extraídos da edição brasileira e podem ser ampliados em boa resolução. Para saber um pouco mais sobre essa edição, leia o texto publicado neste blog.

Cartaz para o Capitão América


Embora as empresas cinematográficas multinacionais instaladas no Brasil não divulguem com antecedência para grande parte da imprensa brasileira as fotos, imagens, trailers, cartazes de seus lançamentos, isso não acontece nos Estados Unidos, onde elas dão um tratamento muito melhor ao seu trabalho de divulgação. De qualquer forma acabamos conhecendo o material dos futuros lançamentos através da internet. Material esse que as distribuidoras deveriam colocar à disposição dos jornalistas daqui com a mesma presteza. Aqui estão dois pré-cartazes do filme Capitão América – O Primeiro Vingador. O site oficial ainda está sem conteúdo, mas você pode se registrar para saber das novidades.

Radcliffe será o novo Homem-Aranha?

Clique nesta imagem para ampliá-la. Ela pode se tornar um wallpaper para seu computador.
Ok, ok… tudo não passou de uma brincadeira da revista britânica Empire, mas até que, com esses óculos redondos, Harry Potter se parece um pouco com o adolescente Peter Parker, alter ego do Homem-Aranha. O novo filme do escalador de paredes estreará em 2012 (antes do fim do mundo, não se preocupem…) e já tem um novo diretor, mas o ator que interpretará o herói da Marvel ainda não foi escolhido. Será que Daniel Radcliffe tem chances?

A imagem que ilustra este texto pode ser baixada em boa resolução e utilizada como wallpaper em seu desktop (basta clicar nela). Para dar sua opinião sobre quem deveria ser o próximo ator a interpretar o Homem-Aranha, clique aqui.

Justiceiro na Zona de Guerra

CLIQUE AQUI PARA FAZER O DOWNLOAD DESTE WALLPAPER
Como informei aqui, o filme O Justiceiro em Zona de Guerra, nome dado no Brasil para Punisher: War Zone, nova produção baseada no herói vigilante da Marvel Comics, não será lançado nos cinemas e chega diretamente em dvd nas locadoras de vídeo. A história, violenta demais, levou o filme a fracassar nos cinemas americanos (leia mais no link acima) e isso enterra, pelo menos a curto prazo, a carreira do Justiceiro na tela grande. As imagens que ilustram este texto são papéis de parede que podem ser baixados. O de cima foi criado a partir da imagem da capa do dvd; a de baixo foi criado a partir de uma foto de cena do filme. Faça o download e deixe seu computador matador! Quer mais wallpapers? Clique aqui para ver mais wallpapers do Justiceiro..

Wallpaper de X-Men Origens: Wolverine

CLIQUE AQUI PARA FAZER O DOWNLOAD DESTE WALLPAPER
Taí mais um papel de parede com os mutantes do filme X-Men Origens: Wolverine. Você pode baixar este wallpaper, que foi feito a partir da imagem de um dos posteres da produção, simplesmente clicando nele. Leia mais sobre o personagem e sobre esta produção, incluindo a polêmica em torno do vazamento do filme inacabado na internet, e veja aqui mais papéis de parede.

X-Men Character Likenesses TM & Copyright 2009 Marvel Characters, Inc. All rights reserved. TM and Copyright 2009 Twentieth Century Fox Film Corporation. All rights reserved.

X-Men no topo

CLIQUE AQUI PARA FAZER O DOWNLOAD DESTE WALLPAPER
Depois que publiquei o texto Homem Aranha encara os X-Men na Marvel, sobre a votação que elegeu as melhores revistas publicadas pela Marvel, percebi que ainda não havia feito nenhum papel de parede com o grupo de mutantes mais querido dos quadrinhos. Assim, aproveitei algumas digitalizações que fiz para criar estes dois wallpapers. O de cima foi feito com a imagem publicada na capa da edição especial X-Men – Deus Ama, o Homem Mata, lançada pela Panini Comics em maio de 2003. A história de Chris Claremont foi publicada em 1982 nos Estados Unidos com uma outra capa e teve arte de Brent Eric Anderson. O desenho da capa da edição brasileira não foi creditado (CLIQUE NO LINK DO TEXTO ACIMA PARA VER AS DUAS VERSÕES DAS CAPAS LANÇADAS NO BRASIL).

O papel de parede abaixo mostra o grupo clássico dos X-Men em sua segunda aventura. O desenho de Jack Kirby foi arte-finalizado por Paul Reinman para a abertura da história Ninguém Pode Deter o Vanisher! publicada nos Estados Unidos em novembro de 1963. Claro que tive que mexer na disposição dos personagens para que eles pudessem entrar no formato do papel de parede e aproveitei também para mudar o fundo original. Essa história está disponível no luxuoso livro Biblioteca Histórica Marvel – Os X-Men Volume 1, lançado pela Panini. Nele você encontrará as dez primeiras história dos X-Men, escritas por Stan Lee e desenhadas por Jack Kirby. Imperdível!
CLIQUE AQUI PARA FAZER O DOWNLOAD DESTE WALLPAPER
Para ver papéis de parede de outros personagens da Marvel incluindo Wolverine, Thor e Homem-Aranha,

Wolverine: wallpapers da Arma X

CLIQUE AQUI PARA FAZER O DOWNLOAD DESTE WALLPAPER
O ator, roteirista e diretor sul-africano Gavin Hood, realizador do contundente Infância Roubada (Tsotsi), produção que lhe rendeu o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2006, acabou de filmar X-Men Origins: Wolverine e pelo seu parco mas bom retrospecto, deve apresentar aos fãs uma boa adaptação cinematográfica para o personagem da Marvel. O herói com garras de adamantium será novamente interpretado pelo ator australiano Hugh Jackman, atualmente em cartaz nos cinemas do Brasil na superprodução Austrália, que os críticos adoram detestar.
CLIQUE AQUI PARA FAZER O DOWNLOAD DESTE WALLPAPER
Recentemente foram divulgadas novas fotos do filme, algumas das quais publiquei aqui, incluindo a imagem do poster-teaser que serviu de base para criação do papel de parede que abre este texto. Escolhi mais duas para criar os outros dois wallpapers que também podem ser baixados para enfeitar os desktops de quem é fã do personagem ou do ator. O trailer pode ser assistido aqui.
CLIQUE AQUI PARA FAZER O DOWNLOAD DESTE WALLPAPER
 para ler mais sobre Wolverine.