Tor, uma odisséia pré-histórica

Tor, de Joe Kubert
Tor
é um personagem pouco conhecido de Joe Kubert: é um homem que vivia numa era pré-histórica bem estranha onde enfrentava inclusive dinossauros! Nos Estados Unidos chegou a ter um pequeno sucesso e foi publicado e republicado por diversas editoras, já que os direitos autorais do herói pertenciam a Kubert.

No Brasil foi um fracasso quando publicado pela Ebal, a partir de outubro de 1976, numa revista em formatinho que teve cinco edições. A ilustração acima é uma montagem com detalhes de dois desenhos publicados nos números 4 e 5 da revista.

Anúncios

Surge o Justiceiro!

Justiceiro X Homem-Aranha - Clique aqui para fazer o DOWNLOAD DESTE WALLPAPER
Conforme prometi a um leitor deste blog que postou um comentário aqui, publico dois papéis de parede do Justiceiro (Punisher), o controvertido personagem da Marvel que apareceu pela primeira vez na revista Amazing Spider-Man, número 129, publicada nos Justiceiro/Punisher - Clique aqui para fazer o DOWNLOAD DESTE WALLPAPEREstados Unidos em fevereiro de 1974. Optei por publicar, primeiramente, papéis de parede com imagens dessa clássica história que foi desenhada por Ross Andru e arte-finalizada por Frank Giacoia e D.Hunt. Em breve publicarei outros papéis de parede com desenhos mais atuais do vigilante. Para ler mais detalhes da história do primeiro confronto entre o Homem-Aranha e o Justiceiro e uma curiosidade sobre a aparição do personagem no Brasil, clique aqui.

.

O Homem-Aranha chega ao Brasil

Homem-Aranha 1 - Ebal - Clique para ampliar
Em abril de 1969, a editora Brasil-América lançava a revista em quadrinhos de um personagem que iria marcar gerações: o Homem-Aranha. O adolescente tímido, sem recursos financeiros e com superpoderes já era um sucesso nos Estados Unidos e estreava no Brasil dois anos depois dos primeiros personagens da Marvel chegarem por aqui. O texto que apresentava o personagem aos leitores, publicado na contracapa da revista, era bastante formal (como de costume), e a tia do personagem foi rebatizada como “Tia Maria”, como pode-se ver nos seguintes trechos selecionados:

“Peter Parker era apenas um recém-nascido quando perdeu os pais. Seus tios Ben e Maria o adotaram , dispensando-lhe todos os cuidados para torná-lo feliz e bem formado. Quando Peter concluiu os preparatórios, ingressou na universidade, pensando em tornar-se um cientista. (…) Certa vez, algumas aranhas sob contaminação radiativa escaparam do laboratório da universidade. Antes que todos os aracnídeos fossem recolhidos ou destruídos, um deles picou a mão de Peter, que chegou a se julgar irremediavelmente perdido.

Mas, com o passar dos dias, o jovem nada sentiu de extraordinário. (…) Então começou a perceber que algo fenomenal estava se passando com ele. Suas mãos pareciam ter adquirido uma estranha aderência às superfícies lisas, permitindo-lhe até escalar paredes verticais. (…) Era como se fosse uma aranha humana, com todos os poderes de um verdadeiro aracnídeo. Nesse estado, Peter possuia a força descomunal de um inseto, proporcionalmente ao seu tamanho. Além disso, podia lançar teias ou atirar-se de grandes alturas, caindo incólume.

Quando Tio Ben foi morto por um assaltante que invadiu a casa para roubar, Peter e Tia Maria ficaram sós e sem meios de subsistência. Então, o jovem imaginou exibir-se nos palcos para ganhar dinheiro honestamente.

Mais tarde, revoltado com a crescente onda de crimes que varria a cidade, e também porque Tio Ben fora vítima de um criminoso, Peter Parker enveredou na luta contra os malfeitores. Assim, imaginou um traje que passou a usar sob as vestes, adotando o cognome de O Homem-Aranha. Sob essa identidade, tornou-se temido. Inúmeras vezes, O Homem-Aranha tem colaborado com as autoridades, salvando vidas em perigo, lutando contra o submundo do crime ou usando sempre seus poderes para o Bem.”

A imagem do alto é um papel de parede que fiz com o desenho de abertura da primeira história publicada na revista O Homem-Aranha nº1, cuja reprodução da capa  aparece no detalhe. Para baixar este wallpaper, basta clicar nele. Para baixar fotos do filme do Homem-Aranha, clique aqui.

Cheyenne, um dos Reis do faroeste

Cheyenne - Clique para baixar este wallpaper
A imagem acima é um papel de parede que fiz a partir de um desenho retirado da história A Oeste do Rio, publicada no primeiro número da revista Reis do Faroeste, 3ª série, publicada em janeiro de 1970 pela Editora Brasil-América (Ebal ), que na época comemorava 25 anos de existência. A publicação trazia as aventuras de Cheyenne, um cowboy interpretado por Clint Walker na série de TV de mesmo nome (lançada nos Estados Unidos em setembro de 1955). O personagem permaneceu na revista até a edição número 25, publicada em janeiro de 1972.
Para ler mais sobre Cheyenne e os Reis do Faroeste, clique aqui. Para iniciar o download do papel de parede acima, basta clicar nele.