As graphic-strips de Orlandeli


Lançado em setembro de 2010 com incentivos do Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo-Proac, o álbum (Sic) de Orlandeli é uma coletânea da série homônima publicada aos domingos no Jornal da Região, de São José dos Campos. Vencedora na categoria Melhor Tira do Salão Internacional de Humor de Piracicaba em 2008, a série, na realidade, não é uma tira convencional, tanto no formato, bem maior que as tradicionais, parecendo uma página de história em quadrinhos, quanto no seu conteúdo. E é aí que ela faz toda a diferença: a obra de Orlandeli apresenta semanalmente pequenas crônicas ilustradas onde personagens comuns, alguns loucos, muitos solitários, relatam suas próprias histórias, suas angústias e desejos. Poucas têm diálogos: a maioria é contada em primeira pessoa, num estilo que faz lembrar o dos filmes noir. Em muitas delas o leitor lê os pensamentos dos personagens e descobre situações inusitadas, irônicas, às vezes poéticas, como a do açougueiro sensível ou a do limpador de janelas que gosta de escrever poemas.

Orlandeli desenvolve sua mini-graphic novel com sensibilidade aguda e senso de humor sutil. O autor explica que “a escolha por sair do ‘tradicional’ foi pela necessidade de trabalhar mais o aspecto narrativo, tanto do desenho como do texto. O espaço da tira tradicional é um pouco limitado para esse tipo de proposta, então optei por esse formato um pouco maior e uma narrativa gráfica mais com cara de hq.”

(Sic) começou a ser publicada em dois formatos, uma tira dupla semanal e também na versão de uma página de quadrinhos veiculada mensalmente. As tiras foram reunidas nesse álbum depois que o próprio autor inscreveu o projeto no Proac. “Fiquei sabendo do edital do Proac e resolvi inscrever uma coletânea do (Sic). O projeto foi contemplado e recebeu uma verba para a produção do livro. Poderia, inclusive, ter feito de forma independente, mas na intenção de ter uma melhor distribuição achei melhor lançar por uma editora. Ofereci o material para a Conrad e eles toparam.”

Talvez tivesse sido melhor lançar de forma independente. Apesar de a Conrad ter bons lançamentos e ter experiência na distribuição, a editora não tem uma assessoria de imprensa eficiente. E (Sic) merecia um trabalho de divulgação de melhor qualidade.

Texto originalmente publicado no Jornal da ABI 363, de fevereiro de 2011. As imagens que ilustram esta postagem podem ser ampliadas (é só clicar nelas).

(Sic) foi indicada ao 23° Troféu HqMix na categoria Melhor Tira Nacional. Para visitar o site do desenhista, clique aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s