Os 75 anos de Flash Gordon e o centenário de Alex Raymond

Flash gordon abraça sua amada, Dale Arden - CLIQUE AQUI PARA FAZER O DOWNLOAD DESTE WALLPAPER
Com este papel de parede, Um Blog no Planeta Mongo presta uma pequena homenagem a um dos maiores gênios dos quadrinhos: Alex Raymond, que completaria 100 anos no próximo dia 2 de outubro. Seu traço refinado marcou época e inspirou uma geração de artistas, elevando a arte seqüencial a um novo patamar de sofisticação e elegância. Sua principal criação, o aventureiro Flash Gordon, começou a ser publicado nos Estados Unidos em janeiro de 1934, há pouco mais de 75 anos. As aventuras do herói para derrotar o tirano Ming no Planeta Mongo se transformaram num marco das histórias espaciais. “Decidi, honestamente, que as histórias em quadrinhos são uma forma de arte“, disse certa vez o excepcional desenhista, complementando: “Ela reflete a vida e o tempo com mais esmero e é mais artistica que as ilustrações de revistas, desde que seja inteiramente criativa. Um ilustrador trabalha com câmera e modelos; um artista de quadrinhos começa com uma folha de papel em branco e imagina tudo: ele é, ao mesmo tempo, escritor, roteirista, diretor, editor e artista“. Ele fez essa declaração aos 28 anos; quatro anos depois de ter criado Flash Gordon.

Alex Raymond nasceu em Nova York e morreu com quase 47 anos (faltava menos de um mês para seu aniversário) num desastre de automóvel no dia 6 de setembro de 1956, em Connecticut.

Anúncios